Data: 01/10/2020 13:25 / Autor: Redação / Fonte: Estadão Conteúdo

Estudo brasileiro vai investigar eficácia de droga contra Covid-19

Medicamento faz parte do grupo dos corticoides, que já tem eficácia comprovada contra doença. FMABC é parceira do estudo


Pesquisadores do Hospital Oswaldo Cruz vão iniciar nesta quinta-feira, 1º, um estudo com o corticoide prednisolona (Predsim) para o tratamento de casos moderados e leves de Covid-19, mas que necessitam de tratamento hospitalar. A pesquisa será realizada com 370 pacientes e a previsão é de que os resultados sejam divulgados em fevereiro de 2021.

Serão avaliados pacientes que estão internados nas unidades Paulista e Vergueiro do hospital e em um dos hospitais escola da Faculdade de Medicina do ABC, parceira no estudo. O objetivo principal da pesquisa é evitar que os pacientes evoluam para quadros graves e reduzir o tempo de internação deles.

Em casos graves de Covid, os corticoides já são usados e possuem o reconhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O grupo de drogas entrou na lista de drogas usadas no tratamento do coronavírus após um estudo da Universidade de Oxford, na Inglaterra. O uso do medicamento teria reduzido a possibilidade de morte em um terço para pacientes que precisaram de respiração artificial. Para quem foi entubado, houve uma queda de um quinto no registro de mortes.

A investigação do Hospital Oswaldo Cruz vai ter como foco a prednisolona por seus resultados positivos no tratamento de doenças pulmonares como a asma e a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

O estudo funcionará da seguinte forma: metade dos pacientes vai receber o medicamento durante o tratamento, enquanto a outra metade receberá o tratamento convencional do hospital, em que o hospital receita analgésicos ou antitérmicos, dependendo dos sintomas apresentados. No final, os resultados serão comparados.

Comente aqui