Data: 01/10/2020 11:41 / Autor: Redação / Fonte: Estadão Conteúdo

Mortes por covid caem em 79 dos 96 distritos de São Paulo

Ocupação de leitos de UTI é a menor desde o início da pandemia, apesar de bairros apresentarem aumento no número de mortos


A média diária de óbitos por covid-19 diminuiu em 82% dos distritos de São Paulo entre o fim de agosto e o final de setembro. Isso significa que em 79 dos 96 distritos houve redução no ritmo de mortes. Apenas em 16 distritos (17%) o ritmo acelerou e com percentual considerado estável. O levantamento foi feito pelo jornal Estadão com base em boletins da Prefeitura liberados em 3 e 31 de agosto e 24 de setembro.

O destaque positivo é que em três bairros não houve mortes até este período de setembro: Vila Leopoldina (zona oeste), Marsilac(zona sul) e Pari (centro). Por outro lado, nos três com maior aceleração, dois ficam na zona leste: Cangaíba, com 72%, e São Lucas, 67%. O outro é a Liberdade, no centro, com variação positiva nas mortes de 63%.

Dentre os bairros, três se destacaram positivamente e não registraram mortes até este período de setembro: Pari (centro), Vila Leopoldina (zona oeste) e Marsilac (zona sul). Entre os bairros com maiores percentuais de aceleração da doença, dois dos três primeiros colocados ficam na zona leste: Cangaíba, com 72%, e São Lucas, 67%. O outro é a Liberdade, no centro, com aumento de 63% nas mortes.

O governo relatou até quarta-feira, 30, 985.628 casos e 35.622 mortes. Há dez semanas consecutiva a taxa de ocupação de leitos de UTI vem diminuindo. A taxa de ocupação de leitos de UTI está hoje em 44%, a mais baixa desde o início da pandemia. Na Grande São Paulo, a taxa é de 42,5% e a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo decidiu que iniciará o redirecionamento de leitos de terapia intensiva para outras doenças.

Comente aqui