Data: 26/11/2020 13:39 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Pedido cancelado após compra lidera queixas na Black Friday 2020

Evento de descontos é, oficialmente, na sexta-feira, mas o Procon-SP já registra reclamações de consumidores


Consumidores podem registrar queixas da Black Friday em site do Procon-SP
Consumidores podem registrar queixas da Black Friday em site do Procon-SP

Crédito: Reprodução

Em uma Black Friday que promete ser a mais digital da história, o consumidor já começa a registrar queixas e reclamações quanto ao serviço de e-commerce e de entrega das empresas. Desde quarta-feira, 25, o Procon-SP disponibiliza no seu site um espaço específico para quem tiver problemas durante a data comercial, que é, oficialmente, nesta sexta, 27. Das 52 queixas já registradas pelo site e aplicativo do órgão de defesa do consumidor, 17 se referiam ao pedido cancelado após a finalização da compra.

Em seguida, aparecem 9 reclamações sobre a maquiagem de descontos, ou seja, a ofertas irreais oferecidas sobre o preço do produto ou serviço. Os consumidores também reclamaram de produto ou serviço indisponível, não entrega ou demora na entrega e mudança de preço ao finalizar a compra.

Segundo o diretor-executivo do Procon-SP, Fernando Capez, a defesa do consumidor terá prioridade total na data. “Estamos atentos e as empresas que tentarem transformar essa data promocional em uma dor de cabeça para o consumidor serão punidas exemplarmente", avisa.

Dados de queixas do consumidor na Black Friday 2020 até esta quinta, segundo o Procon-SP

Pedido cancelado após finalização da compra - 17 (31,48%)

Maquiagem de descontos - 9 (16,67%)

Produto ou serviço indisponivel - 8 (14,81%)

Não entrega ou demora na entrega - 7 (12,96%)

Mudança de preço ao finalizar a compra - 6 (11,11%)

Produto e/ou serviço entregue diferente do pedido, incompleto e/ou danificado - 3 (5,56%)

Pagamento com boleto bancário e/ou débito em conta indisponivel - 2 (3,70%)

Produto danificado, enferrujado, inadequado ou mal armazenado - 1 (1,85%)

Site intermitente, congestionado e/ou página bloqueada - 1 (1,85%)

Os números parciais de comercialização apontam que a Black Friday deste ano deve registrar um novo recorde de vendas. Segundo a consultoria Ebit/Nielsen, a projeção é de alta de 27% nas vendas na comparação com o mesmo período de 2019. Os cálculos consideram as vendas efetuadas entre a quinta anterior e a sexta-feira.

Comente aqui