Data: 19/11/2020 19:42 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

'É uma questão de empresas', diz Mourão sobre envolvidos em exportação de madeira ilegal

Bolsonaro culpou países e prometeu esta semana revelar nações que compram produto irregular da Amazônia


Mourão: relação de importadores de madeira ilegal da Amazônia é "uma questão de empresas", e não de países
Mourão: relação de importadores de madeira ilegal da Amazônia é "uma questão de empresas", e não de países

Crédito: Marcos Corrêa/PR

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quinta-feira, 19, que a relação de importadores de madeira ilegal da Amazônia é "uma questão de empresas", e não de países.

A declaração vai, mais uma vez, na contramão do presidente Jair Bolsonaro, que prometeu revelar uma lista com os países que atuam como "receptadores" do produto extraído no País.

"Revelaremos nos próximos dias os nomes dos países que importam essa madeira ilegal nossa através da imensidão que é a região amazônica", disse Bolsonaro na ocasião, em reunião da cúpula do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Para Mourão, no entanto, Bolsonaro se referia a empresas. "É uma questão de empresas. O presidente deixou muito claro", afirmou para jornalista na chegada à vice-presidência na tarde desta quinta-feira, 19.

Bolsonaro e Mourão tem dado declarações contraditórias nos últimos dias, o que causou um estremecimento na relação. Como revelou o Estadão, menos de 24 horas após terem acordado uma trégua, o presidente voltou a se incomodar após o vice afirmar que a vitória de Joe Biden nas eleições dos Estados Unidos era "cada vez mais irreversível". O governo brasileiro é um dos únicos no mundo a não reconhecer a derrota de Donald Trump, de quem Bolsonaro é aliado.

Comente aqui