Data: 01/10/2020 11:52 / Autor: Redação / Fonte: Grupo DG Sênior

Dia do Idoso reforça importância de direitos para quem entra na melhor idade

1º de outubro marca data em que o Estatuto do Idoso entrou em vigor, em 2003


Crédito: Junior Camargo

Dia 1º de outubro é comemorado o Dia do Idoso, mas muito mais que isso, a data é importante para se discutir políticas para essa fase da vida e direitos assegurados à terceira idade. É justamente nesta data que o Estatuto do Idoso entrou em vigor em 2003, mas a verdade é que ele deve ser lembrado todos os dias.

“Cuidar de um idoso vai muito além dos conhecimentos técnicos que aprendemos na sala de aula. Envolve carinho e amor ao que se faz, atenção e querer bem àquela pessoa que depende de você agora para ter qualidade de vida”, afirma Marcella dos Santos, enfermeira chefe do Grupo DG Sênior, com três casas de longa permanência em Santo André (SP).

O Estatuto garante cuidados, convivência familiar, saúde básica e assistência para idosos e as ILPIs (Instituições de Longa Permanência ao Idoso) são tema para conversas em família. “Com a chegada da melhor idade, é importante ter a clareza de que a transferência para um residencial pode ser uma das melhores opções. Pode ser a decisão certa para garantir que todos os direitos sejam devidamente atendidos”, explica Marcella. As casas de repouso são espaços pensados especialmente para atender a terceira idade, com infraestrutura adequada à idade, atividades de lazer, atendimentos voltados para cada necessidade durante 24 horas, sete dias por semana, e muito conforto.

“Envelhecer não deve ser um assunto tabu em família. Fazer planos que envolvam questões como um cuidador para auxiliar nas tarefas do dia a dia, companhia e lazer com qualidade de vida podem deixar a decisão mais fácil quando a necessidade chegar”, comenta a profissional que acompanha famílias nesta decisão em seus 19 anos de enfermagem.

Comente aqui