Data: 25/02/2021 09:20 / Autor: Redação / Fonte: Sesc Santo André

Sesc Santo André lança o projeto "Capoeira Conforme a Razão"

Projeto propõe bate-papos que provocam reflexões sobre temas latentes na sociedade contemporânea; O primeiro bate-papo, dia 25, convida Mestre Valdenor dos Santos e Contramestre Manoel


Contramestre Manoel e Mestre Valdenor
Contramestre Manoel e Mestre Valdenor

Crédito: Estúdio Raíz de Dois

Capoeira Conforme a Razão, projeto mensal do Sesc Santo André, foi idelizado para estimular o debate sobre temas essenciais para a sociedade contemporânea a partir do universo da Capoeira, que é um dos maiores símbolos da cultura popular brasileira. O objetivo é reunir nomes de diferentes gerações ligados a essa manifestação artística, propor reflexões, possibilitar diálogos e identificar as conexões entre a arte e a luta, tocando em pontos importantes e sensíveis como racismo, discriminação, gênero, oralidade, educação, ancestralidade e música.

O primeiro debate, nesta última semana de fevereiro, recebe Mestre Valdenor dos Santos e o Contramestre Manoel para conversarem sobre o papel da Capoeira no enfrentamento ao racismo e na quebra da invisibilidade étnico-racial. O bate-papo acontece dia 25 de fevereiro, quinta-feira, às 19h, com exibição pelo canal do Sesc Santo André no Youtube.

CAPOEIRA CONFORME A RAZÃO

A cultura como forma de resistência

A Capoeira une elementos da arte-marcial, esporte, dança e música e, além da abrangência cultural, constrói relações de sociabilidade entre os praticantes e de familiaridade entre mestres e discípulos.

Imbricada com a história do país, caracteriza-se por um movimento orgânico de certa antropofagia, isso é, que influencia e se deixa influenciar pelos diversos elementos que a cercam. Dentro deste contexto, as temporalidades, regionalidades, e diferentes lentes que se aplicam para observar a Capoeira, influenciam a forma individual de entendimento e geram um campo amplo e plural para discussão em torno desta manifestação, que tem a multiplicidade como uma de suas marcas.

Se a vinda dos africanos ao Brasil, trazidos para serem escravizados, é o advento mais cruel da história, que não pode ser relativizado ou subestimado, a Capoeira surgiu como um contraponto nesse contexto e, junto com outras expressões como o samba, o candomblé, o jongo e a culinária, remexeu o caldeirão cultural do país e teve papel fundamental como forma de resistência e de preservação das tradições africanas. E é dessa forma que permanece até os dias atuais, cada vez mais fortalecida e fortalecendo o lugar de fala de movimentos que não só existem, mas resistem.

Por conta de suas origens e representações, a Capoeira foi declarada como patrimônio imaterial da humanidade em 2014, pela Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (UNESCO).

CONVIDADOS:

Mestre Valdenor dos Santos - Atua há 51 anos no universo da Capoeira. Mestre em Educação pela FEUSP, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, doutorando pelo Diversitas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Atualmente é presidente da Federação Paulista de Capoeira.

Contramestre Manoel - Graduado em Educação física pela UNINOVE, Contramestre de Capoeira formado pela Associação Desportiva e Cultural Grupo Cativeiro Capoeira. Atuou como professor de capoeira em instituições como FEBEM, OAT, clubes municipais, escolas municipais e privadas. Atua como integrante do Coletivo Murá Sìlé e integrante da diretoria da ONG União e Conquista em prol das comunidades localizado no extremo zona sul de São Paulo.

SERVIÇO

Capoeira Conforme a Razão

Estreia: dia 25 de fevereiro, às 19h

Exibição: canal do Sesc Santo André no Youtube

Após a estreia os vídeos continuam disponíveis no canal.

Comente aqui