Data: 20/11/2020 13:57 / Autor: Redação

Um encontro de solidariedade e esperança!

Novembro de 2020 vai ficar marcado na história da Casa Santa Clara como a data em que pessoas especiais chegaram para fazer mais do que uma simples visita ou entregar um presente material


Fabíola Andrade Frimaio, diretora pedagógica da Casa Santa Clara.
Fabíola Andrade Frimaio, diretora pedagógica da Casa Santa Clara.

Crédito: Divulgação

Os moradores do condomínio Domo Residencial Prime, Eliana Martin Correa, Rosangela Barussi, Priscila Teshirogi e Dom Veiga, trouxeram para a Casa seus corações e ouvidos abertos para conhecer de perto as necessidades das crianças atendidas,de suas familias, da comunidade e da Instituição, restaurando a alegria e a esperança das pessoas ali presentes e demonstrando,de forma efetiva,que mesmo em uma sociedade muitas vezes permeada por relacionamentos líquidos – aqueles que podem se esvair a qualquer momento por falta de vínculos estrutuarados -  valores como a solidaderiedade e compromisso social coletivo ainda estão fortemente presentes por meio de gestos concretos das pessoas. E são esses valores e ações que seu grupo quer compartilhar com os seus vizinhos.

A Casa Santa Clara é um projeto idealizado e fundado por Frei Sebastião Benito Quaglio e atende há mais de 38 anos as necessidades das famílias dos DER e Jardim Calux, cuidando voluntariamente de suas crianças, para que seus pais possam trabalhar, dando a elas alimentação, educação e especialmente carinho e atenção, de forma a garantir o direito delas de vivenciar a infância de forma segura e feliz.

Neste ano porém, devido a pandemia, a Casa teve sua arredação financeira abruptamente diminuída e passou a enfrentar necessidades financeiras severas - agregadas a problemas estruturais já existentes em seu espaço - que podem vir a impedir a continuidade de seu trabalho de atendimento as crianças. “A visita a Casa Santa Clara, foi muito especial, trouxe a certeza de que estamos no caminho certo, que temos um ótimo lugar para investir, pessoas que necessitam de ajuda, temos 97 crianças, que merecem atenção e preparo. O primeiro passo é a reforma do espaço físico e podemos fazer muito, com auxílio das doações do nosso condomínio.” relata, Rosangela Barussi. E os moradores já estão se mobilizando com seus networks - já conseguiram cestas basicas doadas pelo Rotary Novo Horizonte, a pintura da Casa pela Dumont Engenharia, um laboratório de informatica do Adote um Cidadão e já estão com uma rifa solidaria de uma árvore de natal (doada pela Maximo Casa & Decoração) para angariar fundos para reforma do telhado.

Esta visita tão especial à Casa tem trazido um novo ânimo para os voluntários e crianças da Instituição, fortalecendo a certeza de que é possível, de forma conjunta, sanar as necessidades e devolver as condições necessárias para a retomada de suas atividades.

Foram momentos que oportunizaram a todos conhecer o espaço, trocar ideias, aproximar as pessoas e especialmente a chance de sonhar junto, palnejando um futuro melhor não só para as crianças atendidas, mas para todos.O sentimento de gratidão a todos os envolvidos nas ações de ajuda a Casa hoje prevalece sobre qualquer outro. Que a Casa possa receber mais corações, ideias e sorrisos pois estará sempre de braços abertos para acolher a cada um!

Fabíola Andrade Frimaio, diretora pedagógica da Casa Santa Clara.

Comente aqui