Data: 20/07/2021 13:03 / Autor: Redação / Fonte: SIMA

Ação integrada remove construções irregulares às margens da represa Billings

Ocorrência está em andamento na região do Grajaú, zona sul da capital paulista


Operação Integrada Defesa das Águas remove mais de 30 construções irregulares às margens da represa Billings
Operação Integrada Defesa das Águas remove mais de 30 construções irregulares às margens da represa Billings

Crédito: Governo do Estado de São Paulo/SIMA

Na manhã desta terça-feira (20), equipes do Estado e da Prefeitura de São Paulo realizam mais uma ação de fiscalização para proteção dos mananciais na região do Grajaú, extremo sul da capital. No local foram identificados crimes ambientais, com loteamentos irregulares e imóveis parcialmente construídos.

As equipes já haviam autuado e embargado a área, que passou a ser monitorada. Diante do descumprimento do embargo, cerca de 30 construções estão sendo demolidas. Os agentes são acompanhados de funcionários das concessionárias de água e energia para remoção de ligações irregulares.

As construções em áreas de proteção ambiental causam graves danos à flora, além de prejudicar a qualidade da água dos mananciais que abastecem a população.

Antes de comprar terrenos ou construir, é importante que o interessado consulte a subprefeitura e o cartório da região.

Operação Integrada Defesa das Águas

A Operação Integrada Defesa das Águas é uma parceria entre órgãos municipais e estaduais que atuam na Região Metropolitana de São Paulo. O objetivo da ação conjunta é proteger, controlar e recuperar as áreas de interesse público, ambientais e de mananciais. Para isso é feito o monitoramento contínuo das áreas por imagens de satélite, drones e rondas ostensivas.

Participam da ação fiscais da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, da Polícia Ambiental, da CETESB, Secretarias Municipais de Subprefeituras, Mudanças Climáticas, Verde e Meio Ambiente, Segurança Urbana e Guarda Civil Metropolitana, além de técnicos das concessionárias de energia e água.

Comente aqui