Data: 17/09/2021 14:42 / Autor: Redação / Fonte: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Educação SP reabre sistema para estudantes retirarem chips com 3GB de internet patrocinada

Manifestação de interesse no Além da Escola deve ser realizada via SED; pasta estadual alinha programas com o objetiva de garantir a manutenção dos estudos


Crédito: EBC

Para promover a expansão da carga horária de forma híbrida, combater a evasão escolar e atuar diretamente na recuperação de aprendizagem, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) reabre o sistema que permite a manifestação de interesse nos chips de 3GB de internet para estudantes da rede estadual.  A confirmação deve ser realizada no site da Secretaria Escolar Digital (SED): sed.educacao.sp.gov.br.

A distribuição dos cartões SIM faz parte do Além da Escola, iniciativa que atende estudantes mais vulneráveis da rede, segundo o Cadastro Único (CadÚnico), do 6º ano do ensino fundamental à 3ª série do ensino médio de escolas PEI (Programa Ensino Integral) e escolas regulares (incluindo EEI – Indígena, Quilombo, Área de Assentamento). No total, 500 mil chips têm sido disponibilizados desde o primeiro semestre.

Por meio da tecnologia, o Além da Escola expande a carga horária por meio de trilhas formativas de plataformas educacionais parceiras, como Descomplica (ensino médio), Khan Academy (todos), Aprendizap (9°ano) e Mangahigh (ensino fundamental), projetos em grupo que resolvam problemas reais da escola, além de orientação de estudos personalizada duas vezes por semana via chat do Centro de Mídias São Paulo (CMSP).

A inclusão é peça-chave neste processo de resgate educacional, segundo Rossieli. “Promover acesso à informação é também atuar na redução das desigualdades. Nosso objetivo é que, mesmo em meio à pandemia, essa oferta diversificada de conteúdos, especialmente preparados, ajude na manutenção dos estudos e para reduzir o risco dos estudantes abandonarem a escola”, afirma. “O Além da Escola aliado à Bolsa do Povo Educação - Ação Estudantes atuam, respectivamente, na promoção do acesso ao conteúdo e na segurança financeira para a manutenção dos estudos”, emenda.

O tempo extra individual de aprendizado e reforço varia conforme o período: até 1h45 por dia para estudantes do período diurno e até 1h15 para matriculados no noturno. “Os participantes são organizados em grupos, de 8 e 12 estudantes, para realizar projetos interdisciplinares. As chamadas “missões” tratam, por exemplo, de temas como ecologia, empreendedorismo, fotojornalismo na comunidade etc. São práticas pedagógicas inovadoras, que têm papel importante no momento de retomada das aulas presenciais e da rotina escolar como um todo”, resume o secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares.

Caso todas as etapas da iniciativa sejam concluídas, cada grupo receberá R$300 para utilizar na escola e tirar projetos desenvolvidos do papel. Além de todo o conteúdo online, haverá distribuição de material impresso para apoio às atividades do Além da Escola nas escolas.

Como confirmar interesse

Na SED, o estudante deve usar login e senha (os mesmos do app CMSP). No menu Aluno, é preciso clicar em Questionário – Chips de Internet, responder a três questões e clicar em Salvar.

Comente aqui