Data: 06/05/2021 09:07 / Autor: Redação / Fonte: Sapientia

Olimpíada incentiva desenvolvimento da aprendizagem prática

A Sapientia - Olimpíada do Futuro é uma iniciativa pedagógica com foco em habilidades de empreendedorismo


Crédito: Divulgação

Vivemos um mundo em constante transformação: novas tecnologias impactaram o nosso cotidiano pessoal e profissional, o mercado de trabalho exige muita resiliência e adaptabilidade e as profissões do futuro provavelmente ainda nem surgiram. Assim, o profissional do futuro precisa ocupar desde cedo uma posição de protagonista, e os caminhos para este lugar passa por “aprender a aprender” e pelo uso de metodologias e desenvolvimento de habilidades que nem sempre são incluídas na grade curricular clássica. Dentro deste processo, o papel do professor se mantém central ao mesmo tempo em que se transforma: ele ocupa a função de mediador e não mais de detentor único do conhecimento e contribui de forma pungente para fazer a ponte entre as matérias em si e habilidades e temas contemporâneos como sustentabilidade, tecnologia, criatividade, assertividade, etc.

O incentivo à participação em competições desafiadoras é uma das ferramentas que pode ter um impacto considerável nesta mudança de paradigma educacional. E dentro deste viés, a Sapientia, uma olimpíada de conhecimento lançada em 2018, propicia aos estudantes a ampliação de seu repertório acadêmico e cultural por meio de empreendedorismo, pesquisa e, principalmente por meio do desenvolvimento de soluções viáveis para problemas do mundo moderno relacionados às discussões da Agenda 2030 da ONU.

A inscrição para a Olimpíada é individual, ou seja, o aluno não precisa de aval da instituição de ensino para se inscrever. Ainda assim, o amparo da escola é determinante para a continuidade do aluno durante as fases finais da competição, uma vez que cada participante deve formar sua equipe dentro da escola, incluindo um professor mentor.

Um dos aspectos mais interessante da Sapientia, na opinião de alunos que participaram da competição, é a convivência com alunos de escolas de diferentes perfis e regiões do país. Cada grupo contribui com a sua cultura e a diversidade torna as discussões mais ricas. Além disso, ao apresentarem soluções com materiais e técnicas de sua região, os alunos abrem possibilidades que podem ser desconhecidas pelos demais participantes.

A competição dura pouco mais de sete meses e conta com três estágios individuais seguidos por três etapas em grupos formados pelos próprios alunos. Interessados podem se inscrever como categoria principal ou livre. A categoria principal é destinada a jovens cursando a partir do 9º ano do Ensino Fundamental II até alunos que vão concluir o Ensino Médio neste ano ou se formaram no ano passado, além de alunos do 4º ano de cursos técnicos e escolas estrangeiras. Já para a categoria livre - que faz parte apenas das fases 1 e 2 da Sapientia - podem aplicar todos os interessados que não se enquadram na categoria principal, independentemente de sua ocupação (pais, estudantes universitários, professores etc.). O projeto vencedor será conhecido em dezembro, durante um evento que sempre guarda surpresas e muita emoção para todos os participantes.

Sobre a Sapientia - Olimpíada do Futuro

A Sapientia - Olimpíada do Futuro é organizada pelo Instituto Vertere em parceria com o Grupo Companhia das Letras.  Trata-se de uma iniciativa transdisciplinar com o objetivo de estimular jovens estudantes a encontrarem solução para problemas da sociedade contemporânea, pautados pela agenda 2030 da ONU. A Olimpíada do Futuro é destinada a estudantes matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental II a formandos do Ensino Médio, e demais interessados fora deste perfil podem participar das primeiras fases da competição, que se divide em 6 etapas que exercitam diferentes meios de comunicação e habilidades. Os finalistas concorrem a medalhas de ouro, prata e bronze. Site: https://olimpiadadofuturo.com.br

Comente aqui