Data: 16/06/2021 19:36 / Autor: Redação / Fonte: Governo de São Paulo

Parceria da Prefeitura de São Paulo e Associação Paulista de Supermercados é prorrogada

Mais de 16 toneladas de doações foram recebidos em 102 pontos de coleta em supermercados da capital


Crédito: Divulgação

Iniciada em maio de 2021, a parceria entre a Prefeitura de São Paulo e a Associação Paulista de Supermercados (APAS) permitiu a arrecadação de mais de 16 toneladas de mantimentos para o programa Cidade Solidária, por meio da colaboração de paulistanas e paulistanos. Com o sucesso, esta iniciativa que disponibiliza 102 pontos de coleta de doações em supermercados em diversos bairros da capital foi prorrogada por mais um mês, e seguirá em operação até o começo de julho.

Os produtos arrecadados vão compor as cestas básicas que serão enviadas para as pessoas que mais sofrem o impacto da pandemia. Lançado pela Prefeitura de São Paulo em abril de 2020, o Cidade Solidária busca garantir a segurança alimentar e a saúde básica das populações mais vulneráveis durante a pandemia. O programa, que já distribuiu mais de 4,8 milhões de cestas básicas e 1,3 milhão de kits de higiene em todas as regiões, empreende ações coordenadas entre o poder público municipal, sociedade civil organizada e iniciativa privada para ajuda humanitária.

Além dos pontos de coleta em supermercados, os paulistanos podem realizar suas doações ao Cidade Solidária em 20 equipamentos da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), pasta de coordena o programa, ou no galpão da Cruz Vermelha Brasileira São Paulo.

O programa Cidade Solidária cadastrou 3,4 mil entidades sociais que realizam a distribuição das cestas básicas. Somente este ano foram 2000 organizações cadastradas, número 42% superior ao total de solicitações de todo o ano anterior. Todos os dias, cerca de 30 caminhões circulam por todas as regiões da cidade distribuindo as cestas básicas e kits de higiene e limpeza do projeto para as entidades, que por sua vez fazem chegar estes alimentos nas mãos de quem mais precisa.

Comente aqui