Data: 28/07/2021 19:32 / Autor: Redação / Fonte: Sabesp

Presidente da Sabesp assume vaga na Academia Nacional de Engenharia

Instituição tem objetivo de homenagear e reconhecer talentos da profissão


Benedito Braga, presidente da Sabesp
Benedito Braga, presidente da Sabesp

Crédito: Divulgação

O diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, assumiu nesta quarta-feira (28/7) uma vaga de membro titular na Academia Nacional de Engenharia (ANE). Engenheiro civil formado pela Universidade de São Paulo e PhD pela Stanford University, Braga foi selecionado como acadêmico no processo 2020/2021 da instituição. De acordo com a ANE, a escolha tem o objetivo de “homenagear e reconhecer grandes talentos da profissão, destacando-os como exemplo e fonte de inspiração para as futuras gerações”.

Benedito Braga também é professor titular da Escola Politécnica da USP e presidente honorário do Conselho Mundial da Água. Em São Paulo, esteve à frente da então Secretaria de Recursos Hídricos do Estado durante a crise hídrica de 2015, momento em que contribuiu para as soluções adotadas que ampliaram a eficiência do Sistema Integrado de Abastecimento da Grande São Paulo. Como diretor-presidente da Sabesp desde 2019, vem conduzindo os principais programas da Companhia para garantir o abastecimento da população e para a universalização do saneamento nos 375 municípios operados, com destaque para o Novo Rio Pinheiros, do Governo do Estado.

“É com satisfação que passo a fazer parte deste grupo de engenheiros da ANE, um reconhecimento importante do trabalho desenvolvido nos últimos anos e voltado principalmente à gestão dos nossos recursos hídricos. O setor de saneamento nacional tem desafios urgentes e, hoje, à frente da Sabesp, tenho convicção dos avanços que vamos alcançar em benefício da sociedade em São Paulo”, afirma Benedito Braga. A Sabesp é a empresa que mais investe em saneamento no Brasil, cerca de 30% de tudo que é investido no setor nacional.

O ingresso na Academia Nacional de Engenharia é feito por indicação dos membros titulares da instituição, que enviam a seleção ao presidente da ANE. As indicações passam ainda por uma Comissão de Seleção e Comissão de Ética, ratificadas então por uma Assembleia Geral Extraordinária.

“Este último ano, apesar das dificuldades impostas pela pandemia, foi bem produtivo para a Academia. Realizamos eventos online, produzimos relatórios, elegemos a nova diretoria e tenho certeza de que esses novos membros irão somar ao nosso trabalho e contribuir para que possamos fortalecer a nossa Engenharia e a soberania do País”, disse o presidente da ANE, Francis Bogossian.

A posse dos novos membros foi realizada durante evento online organizado pela ANE. Com sede no Rio de Janeiro, a instituição foi fundada em abril de 1991 com a missão de servir como fonte independente de aconselhamento na área de engenharia à disposição da sociedade, do governo e da indústria, promovendo debates, a geração de ideias, de políticas e de soluções relacionadas com grandes e complexas questões da engenharia, ciência e tecnologia. Também tem entre suas funções a preservação da memória da engenharia nacional.

Comente aqui