Data: 17/10/2021 12:46 / Autor: Andréa Brock / Fonte: ABCdoABC

Prévias do PSDB expõem racha nos ninhos tucanos

Tucanos de São Bernardo declaram apoio ao governador Dória e Santo André a Eduardo Leite


A disputa entre os governadores tucanos João Dória, de São Paulo e Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, nas prévias que definirão em 21 de novembro o nome tucano que irá disputar   a presidência do Brasil nas eleições de 2022   tem provocado racha nos ninhos tucanos estaduais. O ex-senador Arthur Virgilio (AM) também concorre na indicação.

No Grande ABC, região onde duas cidades são comandadas por prefeitos tucanos, São Bernardo do Campo, do prefeito Orlando Morando, e Santo André, de Paulinho Serra, o racha no ninho tucano ficou ainda mais evidente esse final de semana.

No sábado, 16 de outubro, o diretório municipal do PSDB de São Bernardo declarou apoio ao governador João Dória, de São Paulo. Morando é aliado de Dória e seu apoio ao governador paulistano já havia sido manifestado em diversas oportunidades. Seu grupo político tenta viabilizar seu nome como vice na chapa que deverá lançar Rodrigo Garcia candidato ao governo de São Paulo em 2022.

Hoje, domingo, 17 de outubro, o governador de Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, esteve em Santo André no período da manhã ao lado do prefeito Paulinho Serra e de diversas lideranças da cidade. Em um evento grande realizado em um salão tradicional da cidade, o encontro teve a participação de diversas lideranças de Santo André e do ABC. O vereador Olyntho Voltarelli, de São Caetano, esteve no ato. Serra tem organizado e participado de agendas com o governador gaúcho e é tido como um dos coordenadores da possível campanha de Eduardo Leite. “Eduardo é agregador e tem diálogo”, afirmou Paulinho Serra em seu discurso no evento de hoje. 

Em São Caetano o PSDB deverá apoiar oficialmente o governador João Dória. A cidade quase chegou a ser comandada pelo tucano José Auricchio, que não assumiu em 2020 o comando do Executivo devido um processo que discute possíveis irregularidades em sua prestação de contas da campanha de 2016.  Na próxima sexta-feira, dia 22, o TSE deverá julgar o caso que poderá levar ou não Auricchio ao comando do Executivo Municipal. O ministro Luiz Felipe Salomão, relator do processo do Tribunal Superior Eleitoral, incluiu na pauta o recurso da defesa de Auricchio, que teve 42,8 mil votos nas eleições de 2020. 

Evento de apoio aconteceu hoje, domingo 17, de manhã
Evento de apoio aconteceu hoje, domingo 17, de manhã

Crédito: Alex Faria/ABCdoABC

Comente aqui