Data: 26/07/2021 09:13 / Autor: Redação / Fonte: Prolata

Prolata recicla mais de 22 mil toneladas de aço no primeiro semestre de 2021

O número de Pontos de Entrega Voluntária instalados também aumentou, totalizando 120 PEVs distribuídos em 43 municípios


Crédito: freepik

No primeiro semestre de 2021, a Prolata, entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo garantir o descarte correto das latas de aço pós consumo para revalorização, contabilizou 22,1 mil toneladas de latas de aço recolhidas. Comparado com o mesmo período de 2020, houve crescimento de 96% no volume de reciclagem. Os estados que mais reciclaram foram Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Também em ascensão,o número dos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária)teve aumento de 300% em relação ao trimestre anterior, sendo instalados em três novos estados neste semestre. Atualmente, a Prolata conta com 120 PEVs  em 43 municípios, distribuídos entre o Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Distrito Federal.

Thais Fagury, presidente da Abeaço, realça a importância da parceria com a cadeia de reciclagem que reúne desde fabricantes e varejistas à consumidores, catadores e a indústria siderúrgica. Em junho, por exemplo,a parceria do Prolata com uma das maiores distribuidoras de tintas do Sul do Brasil, a Tintas Verginia, teve grande importância para o descarte correto e revalorização das latas de tintas.

Nossa parceria com entrepostos, lojistas, catadores, cooperativas e consumidores tem como objetivo fortalecer cada vez mais o sistema de logística reversa e garantir que o descarte de aço seja feito corretamente pelo consumidor, assim possibilitando que as embalagens sejam reutilizadas pelas indústrias. O aço é valioso para a revalorização por ser 100% reciclável", salienta Thais.

Em relação ao trimestre anterior, a associação teve um crescimento de 18% no número de entrepostos parceiros,  possuindo atualmente 26 em 22 municípios. Além disso, a Prolata totaliza  58 cooperativas parceiras em 31 municípios e 11 estados, mais o Distrito Federal.

Comente aqui