Data: 23/07/2021 19:16 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Diadema

Diadema recebe o 11º Grito da Diversidade LGBTI+ neste sábado (24)

Evento será transmitido nas redes sociais da Prefeitura Municipal de Diadema, Fábrica de Cultura e Associação Viva a Diversidade


Crédito: Divulgação

A exemplo dos anos anteriores, a iniciativa pretende promover a conscientização da população dando voz a grandes expoentes da causa, que neste ano debaterão o tema “Combatendo a LGBTFobia em tempos de pandemia”.

Ano após ano, o Brasil figura vergonhosamente entre os países que mais matam homossexuais no mundo - com um assassinato a cada 28 horas, segundo dados usados pelo Supremo Tribunal Federal para instituir, em 2019, o crime de homofobia. Diante de cenário tão alarmante, é cada vez mais urgente iniciativas como o 11º Grito da Diversidade LGBTI+, que acontece virtualmente neste sábado (24), a partir das 19h.

O evento, que será transmitido nas redes sociais, é organizado pela Associação Viva a Diversidade em parceria com a Secretaria de Cultura da Prefeitura de Diadema. A exemplo dos anos anteriores, a iniciativa pretende promover a conscientização da população dando voz a grandes expoentes da causa, que neste ano debaterão o tema “Combatendo a LGBTFobia em tempos de pandemia”.

Além de diversos convidados especiais, o "ato de cidadania LGBTQI+", como define a Viva a Diversidade, será marcado por apresentações musicais e de artistas da cidade e região metropolitana do Grande ABC, além de discursos em favor do respeito às diferenças e contra qualquer tipo de violência. O grito também contará com a participação de DJs que animarão o sábado com música das mais variadas vertentes. A apresentação será de Kamilly Santos e Luanna Rangell.

 “Nós, do movimento, lutamos por direitos, respeito e reconhecimento da nossa existência e necessidades da implantação de políticas públicas para nossa cidade. O 11º Grito da Diversidade LGBTI +vem se fortalecendo a cada ano, é uma celebração de harmonia e diante da pandemia do COVID 19 esse ano iremos realizar virtualmente, respeitando o distanciamento social e também reivindicando vacinas para tod@s e condições de empregabilidade para essa população que tanto está sofrendo”, explica o Presidente da ONG Viva a Diversidade, Robson de Carvalho.

A edição do Grito ocorre sempre no mês de julho de cada ano, de acordo com o calendário de ações promovidas pelo movimento. Entre elas, palestras com os profissionais da Rede Municipal de Educação e com os funcionários da Secrertaria de Cultura, com o objetivo de sensibilizar o poder público para que possa acolher de forma respeitosa em todos os serviços prestados à população.

“Vivemos em um país onde a intolerância e o machismo ainda são muito fortes, o Brasil é o país que mais mata LGBTI+ no mundo e durante a pandemia vimos essas violências crescerem muto, nosso trabalho é árduo para tentar reverter este quadro, como dizemos no movimento: ‘nosso trabalho de resistência e de luta são todos os dias, queremos saúde, educação, segurança e oportunidades de emprego já”, reforça Robson.

Testagem e doação de alimentos

A primeira edição do Grito aconteceu no ano de 2010, também em parceria com a Prefeitura. Na época, o debate sobre a importância de levar a luta contra a homofobia para dentro da gestão já era indispensável, bem como a urgência em pensar políticas públicas afirmativas de acordo com as pautas sugeridas pela comunidade LGBTI.

"Em função da pandemia, este ano o grito acontecerá no formato online, mas nem por isso perderá o brilho e o entusiasmo das versões anteriores. A live trará atrações da cidade e de diversos movimentos importantes na luta contra a homofobia", explica a diretora da Secretaria de Cultura, Silvana Moura.

Durante o evento também haverá arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal no Drive Thru Solidário do Grito, que ficará aberto das 14h às 21h no Teatro Clara Nunes.

No local, e durante o mesmo período, uma equipe da Secretaria de Saúde realizará testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C distribuição de kits de autotestes para HIV, camisinhas e gel lubrificante. Importante: O cadastro para o Teste Rápido será encerrado às 18h30.

Comente aqui