Data: 28/07/2021 20:00 / Autor: Daniele Vieira / Fonte: Secom-PSA

Santo André reforça equipes da Operação Inverno durante onda de frio

Temperaturas podem chegar a 4° C; município possui 180 vagas em abrigos. Prefeitura disponibiliza contato pelo WhatsApp e telefone para a população informar a localização dos desabrigados


Crédito: Angelo Baima/PSA

A Operação Inverno de Santo André reforçou as equipes de abordagem social nesta semana, por conta das temperaturas que devem chegar a mínimas de até 4° C. Mais motoristas, educadores, além de plantonistas da Defesa Civil, estarão à disposição, caso necessário.

Proteger a nossa gente e salvar vidas é um gesto de humanidade. Por isso, intensificamos a operação, para ajudar a aquecer o máximo de pessoas em situação de rua. Também estamos com forte campanha para que a população nos auxilie na localização e identificação destes moradores, para ofertarmos acolhimento nos abrigos municipais, além de agasalhos e cobertores, para a campanha Santo André Solidária”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

A Operação Inverno, que iniciou no dia 24 de maio, tem como objetivo convencer as pessoas em situação de rua a dormirem nos albergues da Prefeitura, especialmente nos dias mais frios. Nesta semana, por exemplo, está prevista a chegada de uma massa de ar polar que irá avançar pelo Estado, o que pode levar a cidade a ter mínimas de até 4 °C, com sensação térmica de 1° C.

Reforçamos o atendimento direto, além das equipes da Defesa Civil, que disponibiliza conforme a demanda funcionários para abordagem e transporte das pessoas em situação de rua aos abrigos da cidade. Nestes dias de frio intenso é ainda mais importante a ajuda dos munícipes, informando os locais onde há pessoas que precisam de acolhimento, por isso o WhatsApp e os telefones seguem funcionando 24 horas por dia”, destacou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Para os que não aceitam passar a noite nos abrigos, as equipes da Secretaria de Cidadania e Assistência Social distribuem cobertores, kits com lanche, roupas, além de máscaras de proteção, produzidas pelo programa Costurando com Amor. Os abordados realizam higienização com álcool em gel e são informados sobre o coronavírus e a importância de evitar aglomerações e manter a higiene em dia.

Entre as peças e calçados distribuídos, a maior demanda é para roupas masculinas tamanho G, calçados masculinos tamanho 42, roupas femininas tamanho M e calçados femininos tamanho 37. Os munícipes podem fazer doações para a Campanha do Agasalho, do Fundo Social de Solidariedade, em uma das Lojas Solidárias, localizadas nos shoppings ABC, Atrium, Grand Plaza e Shoppinho Santo André. Outro ponto de arrecadação é o Banco de Alimentos, que fica na avenida dos Estados, 2195. Todos os pontos de vacinação drive-thru da cidade também recebem doações. A Campanha já arrecadou até o momento 130 mil peças.

Atualmente o município conta com 180 vagas em abrigos, podendo ser ampliada esta oferta em caso de necessidade, através de espaços emergenciais. Todos os que aceitam os serviços da Assistência Social recebem atendimento técnico, espaço para banho e higiene pessoal, alimentação, agasalhos e local para pernoite com camas e cobertores.

A cidade conta também com um abrigo destinado a pessoas em situação de rua para pessoas em grupo de risco da Covid-19, onde os usuários que desejarem estadia permanente são direcionados. O alojamento especial funciona no Estádio Bruno Daniel e conta no momento com 50 abrigados.

CONTATO
A Prefeitura disponibilizou um número de WhatsApp, onde os munícipes podem informar a localização do morador em situação de rua, para que a equipe possa realizar a abordagem, oferecendo os serviços. O número de telefone para envio de mensagens é o (11) 93342-4178 e funciona 24 horas.

Além do WhatsApp, os munícipes podem ajudar informando a Prefeitura caso encontrem pessoas em situação de rua, ligando para os telefones 4427-6207 ou 4432-2182, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Há ainda os números 94734-7319 e 94715-0052, que atendem ligações 24 horas. Outra opção é ligar para o COI (Centro de Operações Integradas) pelo telefone 199.

Crédito: Angelo Baima/PSA

Comente aqui