Data: 29/07/2021 13:44 / Autor: Gisele Lopes / Fonte: PMSCS

São Caetano intensifica ações com população em situação de rua

Em razão das baixas temperaturas, a Prefeitura de São Caetano do Sul iniciou neste mês a Operação Baixas Temperaturas: Inverno Seguro, realizada desde 2018.


Prefeitura de São Caetano intensifica ações com população em situação de rua em razão das baixas temperaturas
Prefeitura de São Caetano intensifica ações com população em situação de rua em razão das baixas temperaturas

Crédito: Eric Romero

O projeto é realizado em parceria pelas secretarias de Saúde (Sesaud) e Assistência e Inclusão Social (Seais), por meio do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), da UPA (Unidade de Pronto Atendimento Engenheiro Julio Marcucci Sobrinho) e do SOS Cidadão 156 (Serviço de Atendimento em Urgência e Emergência).

Com a frente fria, que chegou quarta-feira (28/7) e deve trazer recorde de baixas temperaturas em toda região nos próximos dias, as ações noturnas foram intensificadas com a entrega de mantas térmicas, cobertores, toucas, luvas e meias. “Com a previsão de termos noites de muito frio, elaboramos um plano de ação emergencial com nossas equipes de Assistência Social e Saúde abordando os moradores em situação de rua e tentando levá-los ao nosso abrigo. Quem se recusar, será atendido com entrega de kit”, afirmou o prefeito Tite Campanella.

São Caetano conta com uma unidade de serviço de acolhimento institucional emergencial para pessoas em situação de rua covid-19: o AEVida e Movimento, implantado em junho de 2020, com capacidade de 30 vagas. O serviço atende à demanda encaminhada pelo Creas, diariamente, resultante da sensibilização dos educadores sociais e esgotamento das estratégias de reinserção familiar ou comunitária pela equipe técnica do serviço.

Como estratégia de ampliação de vagas de acolhimento, a operação de inverno conta também com a oferta de vagas de pernoite no Lar Bom Repouso, para atendimento de demandas que necessitem de acolhimento pós-atendimento médico/ambulatorial, ou, ainda, de cidadãos que resolvam aderir à oferta do serviço, em horário contrário ao de atuação da equipe de abordagem social do Creas.

Para aqueles que recusam a oferta de vagas de acolhimento será realizada uma ação extra, pela equipe de abordagem social do Creas. Em todas essas noites de frio intenso entregaremos um kit emergencial com cobertores, manta térmica, touca, luvas, máscaras descartáveis e pares de meias. Contamos, também, com o apoio de ONG's atuantes no município que, em complemento à rede de serviços socioassistenciais, ofertam alimentos à população em situação de rua”, explicou a secretária da Seais, Marisa Catalão.

INVERNO SEGURO

Com o programa, as pessoas em situação de rua, expostas a baixas temperaturas e frio intenso, podem ser atendidas pelo serviço de urgência e emergência (ambulâncias) para avaliação sobre a necessidade de atenção em saúde, sendo direcionadas para a UPA ou encaminhadas ao serviço de acolhimento institucional para abrigamento. Os usuários atendidos pelo serviço 156 e pela UPA recebem cobertores disponibilizados pela Seais e pelo Fundo Social de Solidariedade.

A ação dos educadores sociais é reforçada sempre que a temperatura atinge ou se apresenta inferior à 13º C, ou, ainda, se a sensação térmica for equivalente. O projeto conta, também, com as Organizações da Sociedade Civil do município, que atuam em parceria com o Creas por meio de ações que ofertam alimentação (café da manhã, almoço e jantar), higiene pessoal (banho, barbearia e corte de cabelo), troca de roupas e encaminhamento para instituições com estrutura de atendimento à população em situação de rua.

Além desta ação, também é ofertada, ao usuário que solicitar ao 156, a entrega de cobertores, todas as noites, fins de semana e feriados.

Kit Emergencial de Inverno para Moradores de Rua
Kit Emergencial de Inverno para Moradores de Rua

Crédito: Letícia Teixeira

Comente aqui